segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O fim de uma jornada para várias jornadas.



A participação de Cabo Verde no CAN foi coroada de sucessos. Sem passar para meias finais, o grupo cabo-verdiano deu mostras de querer e de movimentações fora de normal da nossa vivência colectiva. Aparte da política, que nos períodos de campanha movimenta milhares de money, a participação do footbol cabo-verdiano não precisou de money, aliás esse subtrai-se pela emoção granjeada na nossa psicologia colectiva muito sonegada ultimamente. 
Estou muito orgulhoso pelas correntes correntes positivas, vezes invisíveis e outros, simbolicamente representada nos nossos símbolos. Construções simbólicas que fazem inveja aos poderosos deste planeta terra, tubarões pós-moderno que roça incursões holiwoodescas com toques e retoques artísticos que embala qualquer alma. O "tubarão é mau" tornou-se num bicho manso, alegre, acolhedor que ama transversalmente etnias, credos e valores mundiais.  
Só peço continuidade. Nós precisamos construir todos os dias energias positivas. Bons exemplos, como esses, precisam ser cultivados e salvaguardados. Como sabemos qualquer tentativa de resfriamento da emoção ou da criatividade faz com que as coisas percam a chama e o brilho. Ainda temos muitos desafios pela frente. E as palavras bonitas que já ouvi do Governo não pode morrer oca. Refiro-me a industria criativa. Acho que já começou na net. Notaram? É isso aí. Os criativos em acção. 
Obrigado Rapazes. 

0 comentários:

Enviar um comentário