terça-feira, 19 de abril de 2011

Turismo: Alentejo considera “urgente” alteração da gestão do património cultural

O presidente da Entidade Regional Turismo do Alentejo considera “urgente” a alteração do modelo de gestão do património cultural na região, sugerindo, entre outras medidas, que a gestão seja entregue a agentes e estruturas privadas.
(…)
Esta é uma das conclusões que o presidente da Turismo do Alentejo retirou do Congresso Internacional “Alentejo: Património do Tempo”, que decorreu este fim-de-semana em Portalegre. Para desenvolver uma acção “concertada” em redor do património cultural, a Turismo do Alentejo quer reunir os agentes que detenham património, entre os quais as autarquias, Estado, dioceses, paróquias, entre outros, no sentido de criar uma “estrutura” onde sejam discutidos os aspectos da fruição do património.
“Tem que haver abertura para que a gestão do património possa ser entregue a privados” defendeu.
Ceia da Silva deu como exemplo “significativo” e “positivo” o trabalho desenvolvido pelas Pousadas de Portugal há várias décadas, na recuperação de um vasto conjunto de imóveis, defendendo ainda que a entrega desse património a privados poderá ser a “forma de ocupação” de muitos jovens.
Fonte: Rádio Diana

Fonte: http://www.pportodosmuseus.pt/?p=24768&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+pportodosmuseus%2FrxgW+%28pportodosmuseus%29

0 comentários:

Enviar um comentário