quarta-feira, 23 de março de 2011

O escritor e músico cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa é o Ministro da Cultura de Cabo Verde


(No lado direito, na ponta da mesa, está Mário Lúcio Sousa na última edição das Correntes d’Escritas)

O escritor cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa, autor do romance “O Novíssimo Testamento”, editado pela Dom Quixote, acaba de ser nomeado para o cargo de Ministro da Cultura de Cabo Verde. A informação é dada pela sua editora portuguesa. “Esta não é, porém, a primeira ocasião em que o autor desempenha funções oficiais na área da cultura, uma vez que já foi deputado e tem desempenhado as funções de embaixador cultural de Cabo Verde”, lê-se no comunicado.
Publicado em Setembro de 2010, “O Novíssimo Testamento”, que venceu o Prémio Literário Carlos de Oliveira, esteve recentemente em destaque na terra natal do escritor, tendo sido apresentado, por Frei Bento Domingues, em sessões realizadas na Cidade da Praia e no Mindelo.
“Em ‘O Novíssimo Testamento’, recorde-se, o autor dá testemunho da reencarnação de Jesus no corpo de uma mulher – ilhéu e africana – que parece ter vindo inaugurar a Terceira Idade do Mundo, mas não está livre de enfrentar os preconceitos sociais, religiosos e políticos do seu tempo.”
Mário Lúcio Sousa nasceu no Tarrafal, Cabo Verde, e é licenciado em Direito pela Universidade de Havana. “O Novíssimo Testamento” é o seu primeiro romance editado em Portugal.

Fonte: Público 

0 comentários:

Enviar um comentário