quarta-feira, 30 de março de 2011

Guenny Pires filma In search of my Identity à volta do mundo

Gana, Senegal, Brasil, Belize, Jamaica e Cabo Verde são alguns dos países por onde Guenny Pires já passou na sua viagem de circum-navegação à cata de imagens e depoimentos para o seu próximo documentário – In Search of my Identity (Em busca da minha identidade). O filme aborda a rota dos escravos e o descobrimento do mundo a partir de Cabo Verde.

Guenny Pires deixou Cabo Verde há poucos dias, depois de filmar Ribeira Grande de Santiago, primeira cidade fundada por portugueses em África. Era daqui que partiam, com destino a novos mundos, incontáveis navios negreiros carregados com pessoas arrancadas à força à sua terra. Mas Pires deixa Cabo Verde, levando, mais uma vez, uma grande desilusão. “Não consegui patrocínio de ninguém, nem público nem privado. Aliás, nem se dignaram a dar-me uma resposta”, desabafou o realizador que já se habituou a ir à luta sem o apoio nacional. “Já nem penso nisso, filmo apenas por prazer”.
E foi um “imenso prazer”, confessa Guenny Pires, pisar a África continental. “Foi uma experiência inédita, uma viagem incrível, que incluiu o Senegal – visitei a ilha de Gorée –, o Gana, a Gâmbia e a Guiné-Bissau, todos, países que integram a Rota dos Escravos”, conta o realizador cabo-verdiano.
Durante a viagem feita em parte em barcos tradicionais, diz o realizador, “senti-me em casa. Conheci um povo amável, acolhedor, humilde e também cheio de sabedoria”. Porém, o périplo foi também uma experiência algo dolorosa: “Conheço os factos sobre o tráfico de escravos através de documentos históricos. Mas quis ir aos portos de não regresso, de onde muitos africanos partiram contra a sua vontade amontoados como animais em barcos, e sem perspectivas de um dia voltar”.
Antes desta viagem pela África Ocidental, Guenny Pires já tinha estado a filmar no Brasil, no Belize e na Jamaica. E, em breve, irá a Cuba, Curaçao, Índia e outros pontos do globo que fazem parte da história da escravatura. Viagens suportadas pela Txan Film Productions, que já agendou a estreia da primeira parte do documentário (intitulada Identidade) para Junho, no Roxbury Film Festival, que tem lugar na cidade de Boston (Estados Unidos da América).
A segunda e a terceira parte do documentário serão filmadas ainda no decorrer de 2011. Pires terá nessa altura de voltar a Cabo Verde para filmar em São Nicolau e São Vicente.
Teresa Sofia Fortes
Fonte: http://www.asemana.publ.cv/spip.php?article62569&ak=1

0 comentários:

Enviar um comentário